Páginas

Quartinho de menina

Minha filha caçula tinha dois anos e meio.

Lá pelas 2 da madrugada cismou em compartilhar a cama de casal comigo e a esposa.
Pacientemente eu a expliquei que ela era menininha e deveria dividir o quarto com sua irmã, da mesma forma que seu irmão, que era menino, tinha o quarto dele separado.

Ela ouviu-me com atenção, olhou para um lado, olhou para o outro e, num misto de surpresa e incompreensão, exclamou: - Vocês dois, menina e menino?!

Eu desmontei-me de tanto rir e não tive outra saída: - Você tem razão filhinha, deite aqui com a gente e vamos dormir.

Nenhum comentário: