Páginas

Ficando fortão

Meu filho estava por completar 2 anos de idade.

Minha esposa e eu preocupávamos com sua inapetência e, sob orientação médica, começamos a lhe ministrar um estimulante da vontade de comer. No sentido de fazê-lo compreender o que se passava, sempre que lhe dávamos o medicamento, diziamos: - Tome aqui filho, para você ficar forte!

Eis que, determinado dia, nos surge o pequenino, trajando seu pijama de flanela, com um frasco vazio na mão e todo feliz da vida: - Mamãe, vou ficar “fotão”!

Pobre moleque, foi parar no hospital para um processo de desintoxicação.

Nenhum comentário: