Páginas

O que faz um coach?

Cientistas israelenses confirmaram que sementes encontradas na localidade de Masada (Israel), e que conseguiram germinar, têm 2 mil anos de existência. A revelação foi feita por um estudo publicado na revista científica Science.

Sob o acompanhamento de Elaine Solowey, da Organização Médica Hadassh, em Jerusalém, 26 meses depois de germinar, aquela semente transformou-se numa palmeira de tâmaras de 1,5 metros de altura.

Este fato da vida suscita algumas reflexões: se a semente germinou é porque tinha em potencial a palmeira na qual se transformou, correto? E por que ficou 2 mil anos adormecida? O que faltava? O que fizeram os cientistas para que ela germinasse? Algum milagre? Não! Simplesmente a colocaram na terra em condições de umidade, temperatura e nutrientes adequados. Ou seja, proporcionaram o ambiente propício à germinação.

E eu? E você? Quantas sementes temos adormecidas dentro de nós? Pois é, o contato com esta história me fez pensar no que é ser um coach. Me parece que é justamente proporcionar ao outro o ambiente necessário para que ele descubra as sementes que tem dentro de si. O coach não ensina, não dá nada; simplesmente cuida do processo, provoca no outro um processo estruturado de reflexões para que ele descubra e revele por si mesmo os seus talentos adormecidos.


Nenhum comentário: